Parasita

April 16, 2020

Confesso que quando vi o título do filme pela primeira vez, imaginei um filme de terror ou de ficção científica e, fui assistir com essa expectativa, o que foi muito bom pra mim! Outro detalhe a meu respeito, é que nunca fui muito adepto de filmes internacionais (de produção não norte americana ou brasileira), principalmente se fosse de produção asiática. Contudo, saí do cinema com outra percepção de tudo...

Fui enganado pelo roteiro várias vezes, o que significa, na minha concepção, que o filme superou todas as minhas expectativas! Por isso entendo o motivo de este filme ter levado o título de melhor filme internacional e de melhor filme no Óscar 2020.

Com posições e movimentos de câmeras muito bem planejadas e trabalhado, inclui ainda um bom efeito sonoro. Embora o melhor desse filme, além da atuação dos atores, é o roteiro muito bem escrito e muito bem dirigido.

A meu ver esse é mais um filme com final aberto.

Dirigido por Bong Joon Ho, estrelado por Song Kang-Ho (Ki-Taek), Woo-Sic Choi (Ki-Woo), Park-So Dam (Ki-Jung) e Chang Hyae Jin (Chung Sook). A família de Ki-Taek, vive em condições precárias, e está passando por uma séria crise financeira. Até que um dia o filho da família, Ki-Woo, enxerga uma possibilidade de mudar este contexto e cria um plano que envolve toda a família.

A maneira como vi o long me levou a pensar que, independentemente de raça, cultura, classe social, ou grau de instrução, um instinto humano prevalece - o de sobrevivência - e de maneira distorcida, sob esta ótica, em alguns momentos o "egoísmo justificado" se sobrepõe, e os "fins acabam justificando os meios", o que é um grande erro repetido por seres humanos, por mais que a lição já tenha sido dada.

O mundo está polarizado demais, de um lado os Ricos detentores do Poder, do outro os pobres que alimentam a riqueza dos ricos, e não cito aqui país pobre ou país rico, mas sim, de ricos e pobres no mundo inteiro. E pior, não importa religião, ou regime político!

Quanto a premiação, talvez a de melhor filme internacional fosse o bastante, no entanto, ter levado também a maior premiação, promoveu uma quebra de paradigma na academia cinematográfica, o que não é nada ruim.

O filme teve sua estreia em 7 de novembro de 2019, chegando inicialmente em algumas salas de cinemas brasileiro, ganhando maior espaço logo após ter vencido a maior estatueta do Óscar 2020. O longa é um drama, mas apresentado de maneira engraçada, isso leva a ser classificado por alguns como "dramédia"! 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Black
Please reload

Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
Por Trás do Papo Livre
Leitura Recomendada

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now