Robin Hood - A Origem

December 11, 2018

Não há dúvidas acerca do sucesso que fizeram os filmes épicos e entre eles Robin Hood é um dos personagens mais icônicos da categoria. Novidade é novamente os produtores trazerem de volta mais uma versão da história do ladrão dos rico em benefício dos pobres, história esta que para muitos pode parecer cansada.

Não foi o que pensaram os produtores da Paris Filmes que em 29 de novembro levou a estreia nas telas dos cinemas o novo longa que apresenta uma nova versão de Robin Hood em Robin Hood - A Origem.

Com o título sugestivo espera-se obviamente uma nova origem para o grande herói épico. A verdade é que não houve tantas mudanças, contudo a roupagem do filme está inovada, há uma pegada mais dramática envolvendo Hood interpretado por Taron Egerton, porém tão mais dramático do que o Robin Hood de Ridley Scot, vivido por Russell Crowe.

Quando eu digo roupagem nova é que se acaso alguém se atentar aos detalhes do longa poderá fazer uma série de questionamentos, entre estes pode-se observar os figurinos, que apesar do filme aparentemente se passar em idades antigas, há um ar de moderno nos figurinos e até mesmo no aspecto urbano. As próprias flechas lembram armas de fogo, as táticas militares remontam cenas de ataque no Golfo. Dessa forma, a impressão que passa é a de que a produção tentou atualizar Robin Hood trazendo para um contexto mais atual sem descaracterizar suas origens (complexo isso?), então tá, deixa eu tentar explicar melhor, a produção buscou tornar Robin Hood em uma história atemporal, mostrando que problemas do passado se repetem no presente, mudando apenas a roupagem.

Os discursos do longa é muito político, sem querer exagerar tanto, mas essa foi a minha experiência assistindo o longa, em alguns momentos eu consegui perceber traços do filme nacional O Doutrinador. Não que isso de fato tenha acontecido, essa foi uma experiência louca que eu tive enquanto assistia Robin Hood, talvez pelo fato de a igreja está tão envolvida com todas as sujeiras políticas. Logicamente que acentua-se ainda mais em Robin Hood.

O longa conta ainda com a participação de Jamie Fox como Little John e Eve Hewson como Maid Marian, com duração de aproximadamente 2h e dirigido por Otto Bathurst, o longa promete ter continuidade. Como uma boa diversão vale muito a pena ir assistir Robin Hood - A Origem nos cinemas. Vou evitar entrar, nesse caso em particular nos detalhes mais técnicos como  sonoplastia, posição, movimentos e efeito de câmeras e paleta de cores. Para mim, Robin Hood - A Origem é um filme que busca atualizar o original e criar a partir dessa forma de contar a história em uma franquia.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Black
Please reload

Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
Por Trás do Papo Livre
Leitura Recomendada

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now