A Justiceira

October 22, 2018

Em 18 de outubro de 2018 estreou no cinema o filme A Justiceira. Um filme de ação inspirado no próprio O Justiceiro da Marvel, contudo, estamos tratando aqui de Diamond Films, dirigido por Pierre Morel e traz Jennifer Garner no papel de Riley a esposa que teve sua família assassinada, sua filha de 10 anos e seu esposo. O longa conta com 1h35min de duração e não enrola, abusa dos momentos de ação, ou seja, vai direto ao ponto.

Riley sobreviveu ao ataque, identificou os assassinos mas, devido a falhas no sistema (corrupção e suborno) os assassinos foram absorvidos. Sentindo-se injustiçada, Riley seria levada para um manicômio judicial, consegue fugir, desaparece e retorna jurando vingança.

Até então nenhuma novidade, Riley se transforma numa heroína, uma vingadora, uma justiceira, iniciando uma luta contra os menos favorecidos.

A trilha sonora é muito boa, as cenas de ação foram muito bem desenvolvidas. Algumas coisas eu não entendi, o prólogo do filme e como se deu o primeiro caso de vingança, pois me deixou surpreso com o exagero. Porém, não se pode esperar nada muito diferente de um filme deste gênero. Não que o longa não seja repleto de exageros, digo apenas que uma das cenas foi ao extremo (o que trata de uma opinião pessoal)!

Gostei do plot twist, porque no início tudo parecia tão clichê que eu não esperei o plot.

Com uma pegada de O Protetor, Carga Explosiva e o Próprio Justiceiro da Marvel, a atuação de Jennifer Garner está excelente (confesso que até um certo time do filme eu não conseguia deixar de lembrar de Jenna Rick do filme De Repente Trinta de 2004). Nos segundos e terceiros atos eu vi uma nova Jennifer, mais madura e dentro do papel interpretado.

Considerando que o filme, embora seja um grande clichê, cumpre com a proposta, vale um 8.5 do Papo Livre Cinema.

E você assistiu o filme? Pretende assistir? Concorda com os comentários? Deixe seu comentário!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Black
Please reload

Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
Por Trás do Papo Livre
Leitura Recomendada

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now