Rei Arthur - A Lenda da Espada

May 20, 2017

Sobre o Filme (sem spoilers)

O filme estreou no Brasil no dia 18 de maio de 2017. Dirigido por Guy Ritchie, tendo como protagonista o ator Charlie Hunnam no papel de Rei Arthur. Para aqueles que já assistiram filmes centrados na história do Rei Arthur, entre os meus preferidos posso citar: Excalibur (1981), O Primeiro Cavaleiro (1995) e as Brumas de Avalon (2001), talvez estranhe o filme de Guy Guy Ritchie.

O filme conta a história do jovem nascido rei, Arthur, filho de Uther Pendragon morto em batalha junto com sua esposa, numa tentativa de fulga. Arthur assiste a tudo e leva consigo um trauma de onde no futuro não consegue lembrar bem.

Criado longe da nobreza, um dia Arthur tem que enfrentar seu destino - tentar remover Excalibur da pedra, assim começa toda a trama para salvar o povo e resgatar o reino das mãos do tirano Vortigern (Jude Low).

 

Ponto de Vista

O filme traz algumas inovações, como personagens não apresentados em filmes anteriores que se baseiam na lenda do Rei Arthur (até onde me recordo). A trilha sonora também é outro ponto marcante, visto que num filme puramente épico espera-se sons clássicos, na verdade ouve-se muito rock!

O problema fica por conta das filmagens escuras e o uso de muita CGI (Interface com Computação Gráfica) chegando a lembrar alguns jogos de video game (eu me lembrei muito de Soul Calibur 3) inclusive o cenário e o vilão na última batalha do terceiro ato.

Talvez porque a história de Arthur já tenha sido bastante contada em vários outros filmes, este último não se preocupa tanto em recitar a história do personagem. Dessa forma a cronologia do filme ocorre de maneira frenética.

Logicamente que deve-se respeitar a metodologia cinematográfica adotada para a gravação do filme porém, não me agrada o posicionamento das câmeras (hora próximas ao rosto dos atores) nem a forma de como se tenta linkar passado e presente (para mim essa metodologia ficou muito bem aplicada nos filmes da Marvel: Homem Formiga e Dead Pool)!

 

O Veredicto

O filme é bom dependendo do que você espera ver no cinema, contado de forma descontraída, não é um filme que te prende na cadeira. Os diálogos podem cansar o expectador, e as cenas de luta ficam a desejar (com muito respeito aos que gostam).

Percebe-se que há probabilidade de haver um segundo filme, visto terem sido mencionados Merlin, que não aparece em Rei Arthur - A Lenda da Espada, além de que o filme sugere a formação dos Cavaleiros da Távola Redonda.

Numa escala de 0 a 10, minha nota para este filme é 3,00.

E você, o que achou? Deixe seu comentário!

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Black
Please reload

Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
Por Trás do Papo Livre
Leitura Recomendada

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now